subscribe: Posts | Comments | Email

Coleção Berardo em Miami

0 comments

A exposição “Master Pieces Berardo Collection” abriu no dia 4 de dezembro de 2012 em Miami. As melhore 92 peças da coleção Berardo estão agora em Miami podendo mesmo dizer-se que, com exceção do importante núcleo de Arte Povera, o essencial da coleção está agora na Flórida. Em termos económicos para se ter uma ideia aproximada diria que uns 70 a 80% da Coleção está em Miami.

A ida destas Master pieces para Miami foi precedida da necessária autorização do Governo Português através da Secretaria de Estado da Cultura num processo que envolveu uma grande luta de bastidores – qual bruma aflorada a público numa capa do Expresso no sábado anterior à inauguração da mostra.

Como resultado da viagem destas peças da “Coleção Permanente” do Museu Berardo no Centro Cultural de Belém para Miami, um piso inteiro do centro de exposições está agora vazio e encerrado ao público pois o Museu Berardo está sem verba para programação adicional.

A mostra em Miami tem lugar numa galeria comercial GARY NADER FINE ART. A galeria GARY NADER é a principal galeria comercial de Miami pretendendo igualmente ser um projeto integrado comercial incluindo leilões.  É uma galeria, sem dúvida importante, mas claramente de 2ª ou 3ª linha em comparação com os mega-dealers Gagosian ou Joplin para não falar da Christie’s ou Sotheby’s.

Uma explicação possível, naturalmente especulativa, para o facto de Berardo estar a lidar com uma entidade de 2ª linha – quando a qualidade das peças seria claramente passível de ser tratada por instituições de primeira – terá porventura a ver com a estreita relação de Gary Nader com um dos principais imobiliários de Miami Jorge M. Pérez.

No catalogo da exposição – ainda indisponível ao público, por ter sido produzido na Colômbia, está bloqueado na alfandega americana –  Gary Nader agradece sensibilizado o apoio do Mayor de Miami e do Comissário da Polícia de Miami para a exposição. O Mayor de Miami em reconhecimento a Berado ofereceu-lhe as chaves da cidade e a Galeria Gary Nader tem patrulhamento permanente da polícia dentro e fora da Galeria para segurança do acervo. Parece resultar óbvio que as Autoridades de Miami consideram de interesse público este projeto de uma Galeria comercial.

Jorge Pérez, um Argentino de nascimento e pais cubanos de 62 anos é o fundador da imobiliária RELATED GROUP uma das principais de Miami. É também um importante colecionador e um filantropo no MIAMI ART MUSEUM em construção – um projeto de HERZOZ & DEMEURON com custo de $220 M. Jorge Pérez decidiu doar $35M ao Museu ($25 M em cash e $10 M em obras) por troca dos “naming rights” passando assim o Museu a ser o “Jorge M. Pérez MIAMI ART MUSEUM”. Este processo de “naming” do Museu foi bastante controverso levando ao afastamento de importantes nomes de impacto nacional.

O “Jorge M. Pérez – MIAMI MUSEUM OF ART” abrirá ao público em dezembro de 2013 aquando da próxima Miami Art Basel com uma exposição de AI WEIWEI pensando eu que as “Master Pieces” de Berardo irão constituir um núcleo central deste novo Museu à procura de uma coleção.

Os interesses do Estado Português, nomeadamente o valor da sua opção de compra, foram ou estão a ser plenamente defendidos com toda a transparência em todo este processo?

Os interesses de todos os credores – dois deles a CGD e o BCP fortemente apoiados por dinheiros públicos – estão a ser plenamente defendidos com toda a transparência?

Cada um retirará para si mesmo as maiores interrogações e perplexidades que este “affair” encerra.

 

Leave a Reply