subscribe: Posts | Comments | Email

Porque venceu Bolsonaro?

1 comment

Cerca de 57,8 milhões de brasileiros elegeram Jair Bolsonaro Presidente do Brasil num processo democrático. Como explicar esta eleição quando praticamente toda a opinião publicada e os movimentos sociais (nomeadamente #eleNão) estavam contra?

O ÍNDICE DE REJEIÇÃO DE HADDAD

Uma regra geral dos processos eleitorais parece ser o de governos perderem eleições mais do que a oposição ganhá-las. Nas eleições presidenciais brasileiras o índice de rejeição do candidato do PT, Fernando Haddad, atingiu uns inacreditáveis 52%.

Por outras palavras, 52% dos brasileiros disseram que não votariam num candidato do PT “ … de jeito nenhum”.

Assim sendo, Haddad não tinha a mínima possibilidade de vencer contra praticamente qualquer candidato.

A questão interessante que se suscita é: não tendo um candidato do PT qualquer hipótese de vencer, Lula da Silva e o PT insistiram no seu candidato. Porque não cederam passo a outro candidato da esquerda – Ciro Gomes, nesta eventualidade – com bem menor índice de rejeição e muito maior probabilidade de eleição?

A razão é tristemente clara, o PT preferiu perder a eleição presidencial mas manter a liderança da esquerda brasileira – diluindo todos os crimes e fracassos estratégicos do LuloPetismo numa ampla frente antifascista. Não espanta que Fernando Henrique Cardoso não tenha caído na esparrela.

Mas se o PT jamais poderia ganhar porquê Bolsonaro e não outro candidato da direita?

Porque Bolsonaro assumiu a liderança de um bloco politico (B B B – Bala, Boi, Bíblia) que é hoje maioritário na sociedade brasileira.

 

BALA … CONTRA A VIOLÊNCIA

O Brasil é hoje um dos países mais violentos do mundo. Uma violência inorgânica que pode atingir em qualquer momento e em qualquer lugar o mais pacato cidadão.

Morrem por dia de forma violenta 175 pessoas, ou seja 63.880 por ano.

Em 2017 cerca de 60.000 mulheres foram violadas com registro policial, um crescimento de quase 10% sobre o ano anterior.

A polícia recolheu cerca de 120.000 armas de fogo ilegais em 2017.

O estado absolutamente caótico da segurança pública é terreno propício para políticos que advogam o armamento individual, o chamado lóbi da bala – um grupo fortemente representado no Congresso dos Deputados Federais.

 

RELIGIÃO .. É BÍBLIA

O Brasil é um país católico mas os evangélicos representam 22% da população.

Os bispos evangélicos, como Edir Macedo, detentor da Rede Record, depois de terem apoiado o PT (recebendo os devidos benefícios fiscais por isso), apoiaram Bolsonaro: 70% dos evangélicos e 51% dos cristãos votaram Bolsonaro.

 

BOI É…RICOS, BRANCOS E HOMENS

O lóbi do Boi é o da agropecuária, um sector fortíssimo no Brasil. Bolsonaro adotou a agenda dos agricultores, nomeadamente na Amazónia.

A trilogia foi a responsável pela vitória mas é importante qualificá-la.

Nos municípios com rendimento superior a R$ 350 per capita, 95% deram vitória a Bolsonaro.

Nos municípios com rendimento inferior a R$ 200 per capita, 90% deram vitória a Haddad.

Repare-se que R$ 350 são uns €83 e R$ 200 não chega a €50. São estes os lamentáveis limiares de riqueza e pobreza de que estamos a falar.

Em termos raciais, 68% dos brancos votaram Bolsonaro mas apenas 45% dos negros o fizeram.

Em matéria de género, 60% dos homens votaram Bolsonaro mas 50% das mulheres também. Esta foi uma surpresa da votação pois as mulheres são maioritárias no Brasil mas não fizeram pender a balança eleitoral.

 

URBANOS E CENTRO SUL

Os centros urbanos, sobretudo as maiores cidades e capitais de Estado – incluindo várias do Nordeste – votaram massivamente Bolsonaro.

Haddad ganhou nos estados do Nordeste, sobretudo fora das cidades. Bolsonaro ganhou massivamente nos Estados do Centro e do Sul.

Merece particular destaque a vitória de Bolsonaro em Minas Gerais (um Estado tradicionalmente de esquerda) onde Dilma Roussef não conseguiu a eleição para o Senado. O apoio de Aécio Neves a Bolsonaro pareceu decisivo e mesmo crítico para a eleição nacional.

Claramente, os brasileiros votaram por uma mudança que lhes traga paz e progresso. Que ponha um modicum de ordem na enorme bagunça existente. A meu ver as instituições democráticas brasileiras são muito mais fortes do que qualquer pessoa – mesmo que seja Presidente.

Leave a Reply