subscribe: Posts | Comments | Email

A Supervisão do Banco de Portugal*

*Originalmente publicado a 18 de Julho de 2014.   As recentes dificuldades do GES/BES colocam de novo em equação o papel do Banco de Portugal e, nomeadamente, do seu papel de supervisão. Um artigo de hoje do Wall Street Journal torna a questão incontornável. Portugal foi forçado a entrar num programa de resgate internacional para se manter solvente. BCP, BPN, FINIBANCO, BPP, BANIF e BES tiveram sérios...

A Supervisão do Banco de Portugal*
posted on: 02 March 2017 | author: joarendeiro2011

RICCIARDI E A DELAÇÃO PREMIADA

A defesa de José Maria Ricciardi, arguido por negligência num processo movido pelo Banco de Portugal, entendeu tornar públicas as suas razões através do EXPRESSO. A defesa de Ricciardi repete o que já se conhecia. Denuncia que houve atos criminosos que esconderam, encobriram e camuflaram o que se passava no GES. A saber, uma deliberada e crescente falsificação de Contas da Espírito Santo Internacional desde...

RICCIARDI E A DELAÇÃO PREMIADA
posted on: 08 September 2015 | author: joarendeiro2011

Ardeu o papel comercial do GES

Tenho, infelizmente, más notícias para os cerca de 2500 clientes do NOVOBANCO quem investiram uns € 550 milhões em papel comercial do GES. Já escrevi, várias vezes, que me parece uma desgraça o BdP não tomar a liderança na solução desta questão. Penso, concordando com António Horta Osório, que é uma questão fundacional do sistema financeiro. E que coloca em questão a FIDUCIA no sistema. Faz arrepiar que...

Ardeu o papel comercial do GES
posted on: 28 May 2015 | author: joarendeiro2011

Quem compra o BESI?

Ninguém. Na verdade ficaria muito surpreendido que alguém no seu bom juízo quisesse comprar o BESI ou o NOVOBANCO Investimento, nem tenho bem a certeza como se chama. As razões para a falta de interesse de investidores no BESI parecem-me óbvias: o BESI é um negócio medíocre; com um passivo de litigância potencial elevado; e sérios problemas reputacionais na sua liderança executiva. Em primeiro lugar, o BESI é...

Quem compra o BESI?
posted on: 11 October 2014 | author: joarendeiro2011

Carlos Costa demitiu-se

Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal, fica hoje a saber que se demitiu numa carta datada a 30 de março de 2015. Termina de fato em março do próximo ano o mandato de Carlos Costa mas o seu destino ficou traçado na trapalhona gestão do caso GES/BES. A sentença quanto a estas trapalhadas já a deu Carlos Costa – lui même – quando afastou sem dó nem piedade Pedro Duarte Neves da liderança da Supervisão...

Carlos Costa demitiu-se
posted on: 02 October 2014 | author: joarendeiro2011

O (não) reembolso dos clientes de retalho do BES/G...

Como foi publicitado, o BdP e a Administração de Vítor Bento andaram no jogo do empurra a ver quem tomava a decisão final sobre o pagamento do papel comercial do GES – ESI, RIOFORTE, ESFG, que foi comercializado nos balcões do BES aos clientes de retalho (não -qualificados, na linguagem da DMIF). O montante total desta comercialização foi de cerca de € 1,1 mil milhões, excluindo bem entendido o montante...

O (não) reembolso dos clientes de retalho do BES/GES
posted on: 16 August 2014 | author: joarendeiro2011

O Banco de Portugal ataca de novo

Desta feita foi de vez: depois do extermínio dos credores do GES veio o extermínio dos acionistas do BES e dos seus credores subordinados. Pelo meio veio uma grande machadada no mercado de capitais em Portugal e na credibilidade dos outros bancos fazerem aumentos de capital. Já expliquei noutro post que o Banco de Portugal é um problema sistêmico para o sistema financeiro português. A atuação de Carlos Costa, mas...

O Banco de Portugal ataca de novo
posted on: 07 August 2014 | author: joarendeiro2011

Grupo Espírito Santo: Credores Dizimados

As notícias vão de mal a péssimo. Os credores recuperarão 25% dos seus créditos na melhor das hipóteses. Tal como se antecipava, a ESI, a RIOFORTE e a ESFG apresentaram-se à insolvência e coloca-se agora a questão do percentual de recuperação dos credores (“recovery rate”). Numa primeira estimativa de “recovery rate” em post anterior, apontei generosamente para 50% como o percentual de recuperação...

Grupo Espírito Santo: Credores Dizimados
posted on: 28 July 2014 | author: joarendeiro2011

A Supervisão do Banco de Portugal

As recentes dificuldades do GES/BES colocam de novo em equação o papel do Banco de Portugal e, nomeadamente, do seu papel de supervisão. Um artigo de hoje do Wall Street Journal torna a questão incontornável. Portugal foi forçado a entrar num programa de resgate internacional para se manter solvente. BCP, BPN, FINIBANCO, BPP, BANIF e BES tiveram sérios problemas de supervisão. A CGD, Montepio e BPI tiveram que...

A Supervisão do Banco de Portugal
posted on: 18 July 2014 | author: joarendeiro2011

A INSOLVÊNCIA DO GRUPO ESPIRITO SANTO

A sociedade de controlo do grupo Espírito Santo – Espírito Santo Internacional, onde se congregam os quatro ramos da família Espírito Santo, junto aos herdeiros de Mário Mosqueira do Amaral, está ao que tudo indica insolvente. Ricardo Salgado, na sua entrevista ao Jornal de Negócios, confessou que esta situação de insolvência terá pelo menos uns três anos. Estaria centrada no fato de o Grupo estar...

A INSOLVÊNCIA DO GRUPO ESPIRITO SANTO
posted on: 28 May 2014 | author: joarendeiro2011